Especialidades | Ordem Unida | Pessoas | Ideais | Nós e Amarras | Campos | Civismo | Emblemas | Classes | Camporis | Histórico | Liderança | Acampamento | Cerimônias | Hinos | Ministério Jovem

Liderança

Editar
HistóricoComentários
A Liderança é uma ciência e uma arte. É uma ciência porque existe princípios fundamentais a serem aplicados. É uma arte porque o êxito dependerá em grande medida da capacidade do líder em aplicar tais princípios e do grau de submissão à influência do Espírito Santo. A Liderança centraliza-se nos objetivos e nos esforços por alcançá-los. Não há nada mais importante, mais eficaz, Mais central.
 

Cristo, o líder modelo

  1. Ele liderou por Sua vida.
    • Ele era aquilo que ensinava. "Suas palavras eram a expressão não somente da experiência de Sua própria vida, mas de Seu próprio caráter" - Educação, págs. 78, 79. (Ver A Ciência do Bom Viver, págs. 24, 25, 469)
  2. Era compassivo e compreensivo com as necessidades dos outros.
    • "Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas, antes foi Ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado" (Hebreus 4:15)
  3. Era amável e atencioso.
    • Sem dúvida Sua aparência, amabilidade, polidez, e o tom de Sua voz foram os fatores de atração que fizeram de Jesus um líder tão poderoso ao tratar com as pessoas, individualmente e em grupos.
  4. Via cada pessoa como um candidato ao Céu.
    • A maior parte de Seu ministério ocorreu numa base pessoal porque sabia que esse era o melhor método. Ele inspirava esperança nos mais rudes e menos promissores. (Ver A Ciência do Bom Viver, págs. 26 e 42, e Educação, pág. 80.)
  5. Possuía um senso de Missão.
    • "Jesus era trabalhador fervoroso e constante. Jamais existiu entre os homens alguém tão carregado de responsabilidades. Jamais outro labutou com um zelo tão consumidor de Si próprio, pelo bem dos homens" - A Ciência do Bom Viver, pág. 51.
  6. Enfatiza a transformação das pessoas. Como líder sua tarefa é levar as pessoas a buscarem uma transformação e não apenas formular e impor leis.
  7. Realiza uma mudança de cada vez. Conduzir as pessoas é mais importante do que realizar programas.
  8. Desenvolve dinâmicas de grupo positivas. As pessoas crescem na comunidade. Somos criaturas gregárias. O líder-servo percebe que as pessoas são seu único e maior bem na igreja, e executa suas tarefas fortalecido pelo Espírito Santo.
  9. Usa o poder do amor para transmitir novos valores. Quando o líder induz seu pessoal a buscar novos valores, leva-os a desejar uma mudança de vida. Fazendo isto, o crescimento continua mesmo depois de sua partida.
  10. Desenvolve a franqueza em sua equipe. Não estamos sugerindo uma nudez psicológica - a exposição do mais íntimo do ser - mas um partilhar saudável de suas verdadeiras características.
  11. Delega responsabilidades. "Preciso de você". Estas estão entre as palavras mais poderosas nos relacionamentos interpessoais. O ser humano tem necessidade de se sentir útil. Quando ele se isola de relacionamentos significativos enfraquece-se e definha.
  12. Estabelece um padrão elevado para a equipe. Ao estabelecer elevados padrões pessoais e corporativos, o líder demonstra fé na capacidade de sua equipe. Isto produz satisfação e motiva os membros do grupo a alcançarem seu potencial.
  13. É liberal nos elogios. "Posso viver por dois meses com um bom elogio", disse Mark Twain. O bom líder busca as boas qualidades nos membros de sua equipe e manifesta apreciação. Isto os estimula a seguirem seu líder e a buscarem fazer o seu melhor.
  14. Centraliza-se nas necessidades e objetivos das pessoas. Jesus identificou-se com as pessoas, ajudou-as em suas necessidades e conquistou sua confiança. Ao fazer isto certificou-Se de que responderiam ao Seu chamado. Ele sabia que cada pessoa é única, e que suas necessidades variam.
  15. Cria um espírito de equipe. O líder precisa passar tempo com seus liderados. Esse tempo pode ser passado em recreações planejadas, em avaliações, em "junta panelas", e em outras formas de companheirismo.
 
Se o líder quiser alcançar este ideal o eu deve sair de cena, deixando o espaço para Cristo. Em assim procedendo, ele se transformará num líder-servo.
 

Páginas nesta Categoria (16)

0 Comentários

É necessário estar logado para comentar!
Especialidades | Ordem Unida | Pessoas | Ideais | Nós e Amarras | Campos | Civismo | Emblemas | Classes | Camporis | Histórico | Liderança | Acampamento | Cerimônias | Hinos | Ministério Jovem
Ministério dos Desbravadores e Aventureiros - WIKI
Entre em contato: contato@mda.wiki.br